Porque é tão importante servir o vinho à temperatura certa?

 O Vinho é um “ser” camaleónico que reage de forma diferente a temperaturas de serviço diferentes: se muito frio, mostra-se tímido e recatado. Se muito quente mostra-se excessivo e rude.

 Os aromas presentes num  vinho devem ser tratados com delicadeza e cuidado e para que os mesmos se revelem no seu potencial máximo é necessário que a temperatura seja a ideal. Voltemos ao frio e ao quente: se muito frio, a exuberância aromática não se revela, pois o álcool não evapora, prendendo consigo todos os aromas; se muito quente, o álcool sobrepõe-se a todas as qualidades aromáticas do vinho, tornando-o quase sufocante.

 Por regra:

os brancos e rosés devem ser servidos entre 8ºC a 12ºC;

os tintos devem ser servidos entre 12ºC a 18ºC;

os espumantes/champagnes devem ser servidos entre 6ºC a 10ºC;

os fortificados devem ser servidos entre 6ºC a 8ºC.

Dica: Muitos vinhos, já incluem nos seus contra-rótulos a sugestão para temperatura de serviço. Nada melhor que o próprio produtor para dar esta indicação.

Existem excepções a todas as regras, por isso se tiver dúvidas, pergunte-nos. Prometemos ser rápidos a responder!

 

 13-Fevereiro-2013